Tomar uma decisão? Tenho que escolher?

Tenho encontrado muitas pessoas comentando sobre a dificuldade que enfrentam para tomar decisões. No entanto, poder decidir é um presente, significa que temos opções. 
 
Tomamos decisões desde o momento em que acordamos! Levantar da cama é uma decisão. E, um verdadeiro presente, pois algumas pessoas não têm esta alternativa! 
 
Do ponto de vista intelectual, só existe opção quando se tem o conhecimento, a informação. Não se pode escolher entre duas ou mais alternativas, se não conhecemos as diferentes possibilidades. 
Acesso ao conhecimento também é um belo presente! 
 
Vocês já pararam para pensar que a ausência de decisão é, em si mesma, uma decisão? Já perceberam que o fato de não decidir não vai parar o tempo? 
 
Tomando nosso simples exemplo, sobre a decisão de levantar da cama, vale lembrar que, enquanto você fica na cama pensando: levanto ou fico dormindo, o tempo está decidindo por você. Talvez, neste caso, as consequências sobre sua vida não sejam muito significativas. Você vai, quem sabe, simplesmente chegar atrasado para um compromisso não muito importante. Mas a diferença existe e ela reside na sua atitude diante da vida. Se decide claramente ficar dormindo, pois acredita ser o melhor para você, assume a responsabilidade e administra as consequências. Neste caso, você está dirigindo sua vida. 
 
Se deixar a coisa rolar, pode até ter a impressão de não ser responsável pela ação. Todavia, como já dizia Jean-Paul Sartre, “Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, somos responsáveis por aquilo que somos”. No que concerne à nossa habilidade de tomar decisões, mesmo quando deixamos de tomar uma decisão, essa já é uma decisão, e seremos responsáveis pelas consequências desta não-decisão. 
 
Quando se trata de uma decisão que implica uma mudança significativa na vida, vejo pessoas passando por momentos de grande angústia por estarem visualizando tudo o que vão perder. Sim, decidir é escolher e quando escolhemos estamos certamente nos desapegando de algo para receber alguma outra coisa em troca. Se não temos opções, não precisamos tomar nenhuma decisão. Feliz quem tem opções! 
 
Uma decisão importante é uma oportunidade! Ter uma oportunidade não significa que você tem que aproveitá-la, você pode simplesmente se desapegar. Uma oportunidade nos leva a nos imaginar vivendo esta nova realidade. Por esta razão, decidir pelo abandono de uma oportunidade significa saber praticar o desapego. 
 
Para termos paz e decidirmos, é importante saber o que esta decisão vai agregar aos nossos sonhos e projetos. Por isso, é necessário ter um bom conhecimento dos nossos valores essências. Quando decidimos por algo que permite viver em harmonia com nossos valores, estamos caminhando para construir uma vida com bases sólidas. Por exemplo, se a família é um valor essencial e estar perto de seus filhos para participar de maneira ativa na educação deles é algo fundamental, você talvez decida deixar de lado aquele cargo importante onde teria que passar 80% do seu tempo viajando.  
 
Mas, talvez, se essa for a única solução que tem no momento para pagar os estudos de qualidade para seus filhos, tenha que aceitá-lo. Tudo depende do que for mais importante para permitir que viva em harmonia com este valor e possa traçar seus planos de maneira a voltar o mais rápido possível para sua situação ideal, ganhar o suficiente e ter tempo para participar da educação. 
 
  
Isto me leva a tratar de um outro ponto essencial para facilitar a tomada de uma decisão: ter a confiança que tudo pode ser transformado, nada é definitivo (claro, exceto a morte). Neste sentido, nenhuma decisão é certa ou errada, ela precisa ser analisada com foco nos seus projetos para ser adaptada à sua situação. Para que isto seja possível, existem duas condições que acredito básicas: autoconhecimento para conhecer seu sonhos e conhecimento para ampliar suas opções.   
 
Quando temos sonhos, planejamos e temos confiança na possibilidade de mudarmos a situação. Sabe aquela frase tão conhecida, “escrever certo por linhas tortas!” Quando sabemos o que é essencial para nossa felicidade, podemos sair um pouco do caminho por necessidade, mas sabemos planejar como voltar para um conjunto mais harmonioso. Você pode identificar várias razões para dificultar a tomada de decisões. A sabedoria para aceitar que não existe decisão perfeita traz coragem para adaptar a decisão quando o resultado não é o esperado. 
 
Trabalhar de maneira contínua seu autoconhecimento é fundamental para estar sempre em contato com seus valores essências, seus sonhos e projetos. 
 
Ousar e decidir: só podemos aprender quando treinamos! Para adquirir sabedoria e coragem para redirecionar decisões é preciso experiência. Quanto mais decidir, mais se sentirá capaz para tomar decisões.  
 
Uma decisão é uma oportunidade! Decidir significa escolher, significa abraçar novas direções compondo com as atuais e se desapegando! Significa reservar o espaço para o que queremos ou o que necessitamos. 
 
O mundo empresarial também precisa de pessoas que decidam, principalmente quando estas pessoas têm equipes que dependem de suas decisões para dar continuidade em suas missões, em suas tarefas. O cliente não vai esperar, ele vai decidir e conferir o fornecedor ao lado. Um parceiro de projetos de desenvolvimento vai exigir contatos que possam falar em nome da empresa e decidir. 
Um fornecedor também vai exigir decisões. 
 
Com a velocidade das transformações econômicas e sociais, temos que decidir cada vez mais e cada vez mais rápido. E uma coisa é certa, quando tomamos uma decisão sabemos onde estamos indo e somos responsáveis. Isto permite redirecionar a trajetória, se necessário. Mas se deixamos o tempo decidir, não temos como reverter, pois não sabemos onde estamos.  
 
Como eu sempre disse, um boa decisão na hora certa, vale muito mais que uma decisão perfeita na hora errada! O tempo passa e não te espera! 
 
Tome decisões! Senão você estará como um barco a deriva e não terá o timão de sua vida nas mãos. 
 
"Um homem é rico na proporção do número de coisas de que ele é capaz de soltar." (Henry David Thoreau) 
 
Post originalmente publicado em  
https://www.vreginacoaching.com/single-post/2014/02/03/Tomar-uma-decisã…

Facebook Twitter Linkedin+
Profile picture for user Vera Regina Meinhard Cobellache
Vera Regina Meinhard Cobellache
Utilizo meus talentos, conhecimentos e experiências para contribuir com o seu desenvolvimento. Acompanho você em suas transições criando os movimentos que te despertam para uma vida consciente e integrada. Juntos vamos colocar luz na melhor versão de você mesma(o). Conheça mais sobre mim e sobre a opinião dos meus clientes: https://www.vreginacoaching.com/copia-depoimentos-temoignages.